Posts

Marina da Glória fica mais sustentável

A nova Marina da Glória conta agora com o sistema de Medição Individualizada de água e energia. Mais ecológica e sustentável, a solução implantada pela CAS Tecnologia, foi instalada no píer, em cinco restaurantes e Marina da Glória fica mais sustentável.

Leia mais

UTC AL debate o futuro das Telecomunicações e TI para Utilities brasileiras

Seminário internacional que ocorre em Florianópolis‐SC, entre 6 e 8 de abril, discute riscos cibernéticos, espectro, Big Data, Smart Grid, WiMax, Internet das Coisas, entre outros temas.

Leia mais

Eficiência energética no foco da CAS Tecnologia com a Athena

Plataforma desenvolvida especialmente para as distribuidoras de energia elétrica

O setor elétrico brasileiro segue avançando na busca pela eficiência energética e mais empresas tecnológicas estão desenvolvendo ferramentas voltadas para este segmento. Ainda pouco utilizada no Brasil, a telemedição do consumo de energia elétrica do consumidor de baixa tensão – sistema que permite a leitura do medidor por telecomunicação –   deverá triplicar nos próximos dez anos.

Leia mais

Plataforma Hemera é destaque no Centro de Operações da Energisa Paraíba.

CAS lança plataforma de gestão de energia

CAS Tecnologia lançou uma plataforma analítica voltada ao setor de energia que é capaz de processar o volume de dados de redes convencionais ou inteligentes (capacidade escalável para trabalhar com Big Data). Denominada Athena, a solução possui dentre suas principais funcionalidades a realização de análises preditivas, análises de uso, suporte à tomada de decisão, análises de risco e cenários de expansão de rede, entre outras.

“O sistema Athena traça diagnósticos e sugere cenários e prioridades para a solução de problemas. Apura, reúne e correlaciona as informações coletadas, analisando os riscos e dando suporte às decisões com rapidez”, explica Cláudia Onoda, gerente de produto de plataforma analítica da CAS Tecnologia.

Leia mais

Medição por Telemetria

Ainda pouco utilizada no Brasil, a telemedição do consumo de energia elétrica do consumidor de baixa tensão · sistema que permite a leitura do medidor por telecomunicação – deverá triplicar nos próximos dez anos.

Presente na quase totalidade dos clientes de média e alta tensão, como grandes indústrias, shoppings centers e prédios comerciais do País, a tecnologia foi tema de um workshop em São Paulo, organizado pela CAS Tecnologia, empresa que atende 20 das 26 maiores concessionárias de energia do Brasil.

Leia mais

Medição de Energia Residencial por Telemetria Deverá Triplicar até 2026.

Ainda pouco utilizada no Brasil a telemedição do consumo de energia elétrica do consumidor de baixa tensão – sistema que permite a leitura do medidor por telecomunicação –   deverá triplicar nos próximos dez anos.

Presente na quase totalidade dos clientes de média e alta tensão, como grandes indústrias, shoppings centers e prédios comerciais do país, a tecnologia foi tema de um workshop em São Paulo, organizado pela CAS Tecnologia, empresa que atende 20 das 26 maiores concessionárias de energia do país.

Leia mais


Medição de Energia Residencial por Telemetria Deverá Triplicar até 2026.

Ainda pouco utilizada no Brasil a telemedição do consumo de energia elétrica do consumidor de baixa tensão – sistema que permite a leitura do medidor por telecomunicação –   deverá triplicar nos próximos dez anos.

Presente na quase totalidade dos clientes de média e alta tensão, como grandes indústrias, shoppings centers e prédios comerciais do país, a tecnologia foi tema de um workshop em São Paulo, organizado pela CAS Tecnologia, empresa que atende 20 das 26 maiores concessionárias de energia do país.

Leia mais

Distribuidoras investem para decifrar dados de Smart Grid

Das 67 milhões de unidades consumidoras de baixa tensão atendidas pelas distribuidoras brasileiras apenas 3,5% são acompanhadas por sistemas de telemedição, contra 50 milhões, pelo menos, do mercado norte-americano.

Esse contraste, entre outros aspectos, reflete escassez de investimento em tecnologias inteligentes no mercado nacional, mas não faz com que as concessionárias deixem de lado o gigantesco volume de dados acumulado diariamente – não só da parte dos clientes, como também da parte de operação das redes.

O tratamento analítico dessas informações, segundo o consultor Cyro Boccuzzi – exdiretor da AES Eletropaulo – ganhou maior prioridade nas empresas que perseguem maior eficiência e redução de custos de operação, em tempos de regulação mais dura e margens apertadas. Despertou também, em contrapartida, o interesse dos fornecedores pelo desenvolvimento de ferramentas de TI cada vez mais sofisticadas, voltadas para análise e integração de dados.

“As distribuidoras em geral perceberam que podem fazer uma série de inferências a partir do que recebem de informações no dia-a-dia, adicionando valor ao negócio e também prevenindo falhas que se desdobram em multas pesadas por parte do regulador”.

No processo de modernização do seu centro de operações e principalmente na ampliação da plataforma de coleta e gerenciamento de dados de telemedição, a AES Eletropaulo adquiriu um pacote de ferramentas de TI da General Electric que vai ajudar a fazer frente ao projeto piloto de Smart Grid que está em fase de implantação no município de Barueri.

Do lado nacional de oferta de opções para um mercado crescente e cada vez mais sofisticado, a CAS Tecnologia está começando a oferecer a plataforma analítica Athena às 20 concessionárias de grande porte com as quais já trabalha, de longa data, fornecendo e gerenciando sistemas de telemedição.

Segundo a gerente de Produto Cláudia Onoda, a ferramenta, além dar suporte à tomada de decisões no dia-a-dia das companhias, também permite um conhecimento muito mais profundo e qualificado sobre a carga, os equipamentos e comportamento das redes.

A CAS Tecnologia tem cerca de 200 clientes, com atuação inclusive na America Latina e Europa, e obteve receita de R$ 53 milhões em 2015. É considerada uma das maiores empresas de tecnologia do Brasil.