Posts

A medição do consumo de energia, água e gás, por meio de visitas mensais de funcionários das concessionárias, em todas as casas e ruas, começa a chegar ao fim. Principalmente para as distribuidoras de eletricidade, que suspenderam temporariamente esta atividade por causa da epidemia de covid-19, passando a cobrar pela média de consumo dos meses anteriores, ou com base na auto-leitura, contando com a ajuda do próprio cliente para informar a leitura do seu medidor.

Essa evolução tecnológica já era prevista com a chegada da “Tarifa Branca” – modelo de cobrança por faixa horária de consumo, para a qual a distribuidora é responsável pela instalação de um medidor eletrônico inteligente. A implementação prática dessa modalidade tarifária é prevista para ocorrer a longo prazo, uma vez que o entendimento e a adesão dos consumidores constituem um processo gradual, e que os custos envolvidos na aquisição e implantação dos novos equipamentos são de responsabilidade das distribuidoras.

Leia mais

Pandemia acelera modernização de relógios medidores de distribuidoras

 

A pandemia de Covid-19 e a restrição na circulação das equipes de companhias de distribuição nas ruas pode representar um novo incentivo para que o setor de distribuição promova a digitalização dos seus relógios medidores.

O tema entrou em foco novamente após a Resolução Normativa 878 da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), publicada no final de março. Entre as medidas voltadas à proteção dos trabalhadores do setor elétrico, há a previsão de que, enquanto durar a pandemia, as distribuidoras possam optar por mandar seus leituristas aferirem medições em horários alternativos, ou simplesmente não enviá-los.

Leia mais

Gastos com energia e água podem aumentar durante quarentena

 

A permanência das pessoas em casa por causa do isolamento social deve aumentar os gastos e as contas de energia elétrica para as famílias, sobretudo daquelas que estão em regime de home office. Outro recurso fundamental e que deve ser intensificado nas residências é o uso da água.

A quarentena é uma boa oportunidade para repensar os hábitos de consumo desses dois recursos essenciais para o cotidiano das pessoas.

Leia mais

Prêmio Potência

Prêmio Potência

A CAS Tecnologia foi reconhecida pela importância da solução Hemera Iris IoT,  que permite integrar, de forma transparente, diferentes sistemas e dispositivos com diversas tecnologias de comunicação IoT.

Agradecemos a Revista Potência pelo reconhecimento, motivando-nos cada vez mais a desenvolver as melhores soluções em Smart Grid.

Inovação orientada ao consumidor

 

A transformação na operação das redes elétricas no Brasil, nos últimos 30 anos, é considerável e impõe novos desafios e abre novas oportunidades de negócios para as empresas do setor. A quantidade de dados recolhida por meio da medição eletrônica – dos grandes consumidores ou dos consumidores residenciais – e que permitem traçar perfis de uso da energia, entre outros parâmetros, tornou-se, em paralelo, mercadoria preciosa, mas também desafiadora, abrindo oportunidades de negócio que ninguém seria capaz de imaginar em passado recente.
“O ‘calo’ hoje é processar dados. É muito difícil mensurar o volume de informações geradas. Pode até colapsar um sistema”, aponta o presidente da AES Brasil, Ítalo Freitas. A companhia passou a oferecer, entre outros produtos, um serviço de inteligência para segmentação de dados.

Leia mais

Mobilidade Elétrica avança no mundo e o Brasil já discute impacto dos Eletropostos na rede distribuição

A crescente adoção e venda de veículos elétricos, juntamente com a promulgação de leis e subsídios para estimular o setor, além do custo decrescente das baterias, são alguns dos principais fatores que impulsionarão o crescimento do mercado.

O mercado mundial de eletropostos está em franca expansão e deve crescer ainda mais nos próximos anos. De acordo com um relatório da Grand View Research, o tamanho do mercado mundial de infraestrutura de carregamento de veículos elétricos foi avaliado em US$ 8.42 bilhões em 2018 e projeta crescer, em termos de taxa de crescimento anual composta, cerca de 32,6% de 2019 a 2025, o que representará um mercado de US$ 63,9 bilhões.

Leia mais

Regulamentação de Smart Grids e tecnologias IoT trazem novas perspectivas para o setor de Energia

 

O crescimento das fontes de energias renováveis na matriz energética estão alterando a tradicional lógica da geração e da distribuição, deixando de ser atividades centralizadas e burocráticas para atividades cada vez mais democráticas e dinâmicas, já que pequenos empresários e até mesmo pessoas físicas podem assumir o papel de microgeradores de energia elétrica, seja para consumo próprio ou para obter créditos/descontos na sua conta. Mais de 30 mil casas e empresas brasileiras já produzem hoje grande parte da energia de que precisam.

Leia mais

Dubai implanta rede inteligente com gateways brasileiros

Dubai é mundialmente reconhecida por seus esforços em tornar-se um modelo de cidade inteligente. Gerido pela DEWA (Dubai Eletricity and Water Authority), concessionária de água e energia, cidade está implantando o projeto de redes inteligentes que inclui a utilização de tecnologia de gateways de comunicação da brasileira CAS Tecnologia, através de uma parceria comercial com a multinacional Sensus.

“Os gateways de comunicação da CAS Tecnologia se conectam e monitoram milhares de pontos de medição de água, instalados nas residências e escritórios da cidade. Eles são capazes, por exemplo, de coletar a informação do quanto o consumidor utilizou de água em um determinado período”, explica Juliano Abreu, gerente da CAS Tecnologia.

Leia mais

Tecnologia Reduz Custo e Tarifas

Em Cataguases – município com 75 mil habitantes na Zona da Mata mineira o Grupo Energisa criou um centro de operações digitais. Nele, pesquisadores estudam informações coletadas pela cidade, testam modelos e desenham soluções. Os objetivos são “extrapolar” o tradicional negócio de energia e posicionar a empresa no ambiente das cidades inteligentes.
“Nos interessamos pelos dados municipais, sejam eles indicadores do consumo de eletricidade ou da coleta de lixo”, diz o coordenador de novas tecnologias Thiago Enei. Para ele, o futuro exige capacidade de oferecer mais do que energia. “Vai vingar quem entender as demandas da sociedade”, completa.

Leia mais

Gateway de comunicação da empresa é peça fundamental em projeto de rede inteligente de água da cidade.

Dubai é mundialmente reconhecida por seus esforços em tornar-se um modelo de cidade inteligente. Ela conta com o uso da tecnologia para melhorar sua infraestrutura e tornar o ambiente urbano mais eficiente para se viver. Em 2017, foi eleita como a cidade mais inteligente do ano pela 7ª edição do Global Smart City Awards.

Um importante investimento nesse sentido foi a implantação de um projeto de Redes Inteligentes que provê a gestão e a análise de dados de medição remota de água dos consumidores da cidade. Gerido pela DEWA (Dubai Eletricity and Water Authority), concessionária de água e energia de Dubai, o projeto inclui a utilização de tecnologia de gateways de comunicação da CAS Tecnologia através de uma parceria comercial com a multinacional Sensus.

Leia mais