Posts

CAS TECNOLOGIA: EXECUTIVO APONTA OS BENEFÍCIOS DO MARCO LEGAL DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA O SETOR DE ENERGIA

A Câmara dos Deputados aprovou no dia 29 de setembro um projeto de lei para criação do marco legal no uso da inteligência artificial no Brasil. A lei será enviada para o Senado e caso seja aprovada, dará maior transparência e definirá princípios básicos para o uso da IA em todos os segmentos da sociedade. Dentro do setor de energia elétrica, a IA está presente na coleta, na gestão e na análise de dados, na interpretação inteligente de informações e no uso de redes inteligentes (Smart Grid) e a automação dos negócios.

O gerente da CAS Tecnologia, Octavio Brasil, aponta os benefícios que este marco legal trará para as companhias do setor de energia. “Em relação às empresas do setor de distribuição de energia elétrica, a regulamentação do uso de IA diminuirá os riscos de penalidades regulatórias, pois aumentará a qualidade do serviço fornecido, automatizará coletas e análises de informações, e reduzirá perdas”, complementa.

Já para os consumidores, o executivo afirma que os benefícios estarão relacionados à melhora dos serviços prestados pelas empresas de energia, de maneira que reduzirá as quedas de fornecimento, qualidade no serviço prestado e clareza das informações de consumo como geração distribuída e bandeira tarifária. Além disso, será possível ter informações sobre o consumo consciente de energia, o que é bom para o bolso e para o meio ambiente.

Com relação aos cuidados com as informações dos consumidores, Brasil explica que será respeitada a privacidade imposta pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). “É possível adiantar que as Distribuidoras utilizarão, nas análises e no aprendizado de máquina, apenas as informações inerentes à relação dentre ela e consumidor. Não haverá qualquer uso indevido de dados externos do cliente. Entende-se como dado inerente à relação da Distribuidora com o Consumidor, aquelas informações já conhecidas há anos, como identificação do medidor, endereço, nome, consumo, valor, tipo de tarifa e bandeira. Tudo será respeitado com a lei vigente de proteção de dados”, aponta.

O executivo ressalta que as soluções, conhecidas na parte da indústria 4.0, como Big Data, Internet das Coisas “IoT”, Computação na Nuvem e Inteligência Artificial, facilitam a tomada de decisão nas empresas. “O tempo todo estamos conectados com a busca de modelos inteligentes cada vez mais sofisticadas, tanto a favor dos negócios, quanto pensando na maior qualidade de serviços aos consumidores e ao meio ambiente”, finaliza.

 

Confira a matéria direto nos portais:

24/08/2021 – Energia Hoje

CAS Tecnologia desenvolve solução de IoT via satélite da Swarm

Empresa visa fornecer conectividade global de baixo custo, proporcionando a transmissão de dados em locais onde a cobertura móvel é inconsistente.

Leia mais

Os novos rumos da geração de energia dentro da perspectiva ESG

Muitos são os desafios que ainda iremos enfrentar, mas o que não deixa margem para dúvidas é que preservar e incentivar a adoção de práticas de ESG é um componente estratégico imprescindível para toda e qualquer tomada de decisão

O uso irrestrito dos recursos naturais para a obtenção de energia tem consequências sérias para o meio ambiente. Em um contexto em que a sociedade se mostra cada vez mais envolvida e mobilizada pelas questões inerentes ao conceito ESG (Environment, Social and Government) – Governança Corporativa, Social e Ambiental –, a tendência é que ganhe ainda mais corpo o uso crescente de fontes renováveis que comprometam o mínimo possível o equilíbrio da natureza, além de uma vigilância ainda mais efetiva sobre as práticas de atuação das geradoras, transmissoras e distribuidoras quanto às suas estruturas internas e, sobretudo, das práticas e campanhas adotadas para um consumo mais consciente.

Leia mais

Inteligência artificial pode ser saída para a crise hídrica

Tecnologia de Redes Inteligentes (Smart Water) ajuda a evitar o desperdício para que não haja desabastecimento

 

A falta de chuvas já afeta os reservatórios de São Paulo. O Cantareira, maior do estado, opera com metade da sua capacidade (51%). Já o Alto Tietê, segundo maior, atua com 59,3%. No total, o armazenamento de água do estado já é menor do que em 2013. O avanço da inteligência artificial e os investimentos em pesquisa e inovação podem ser uma das saídas para resolver o problema, de acordo com Marco Aurélio Teixeira, especialista em medição de consumo de água e gerente da CAS Tecnologia, empresa desenvolvedora de soluções de redes inteligentes para o mercado de utilities (Energia e Água) e está presente em todo o país, monitorando mais de 2,3 milhões de pontos.

Leia mais

A medição do consumo de energia, água e gás, por meio de visitas mensais de funcionários das concessionárias, em todas as casas e ruas, começa a chegar ao fim. Principalmente para as distribuidoras de eletricidade, que suspenderam temporariamente esta atividade por causa da epidemia de covid-19, passando a cobrar pela média de consumo dos meses anteriores, ou com base na auto-leitura, contando com a ajuda do próprio cliente para informar a leitura do seu medidor.

Essa evolução tecnológica já era prevista com a chegada da “Tarifa Branca” – modelo de cobrança por faixa horária de consumo, para a qual a distribuidora é responsável pela instalação de um medidor eletrônico inteligente. A implementação prática dessa modalidade tarifária é prevista para ocorrer a longo prazo, uma vez que o entendimento e a adesão dos consumidores constituem um processo gradual, e que os custos envolvidos na aquisição e implantação dos novos equipamentos são de responsabilidade das distribuidoras.

Leia mais

Regulamentação de Smart Grids e tecnologias IoT trazem novas perspectivas para o setor de Energia

 

O crescimento das fontes de energias renováveis na matriz energética estão alterando a tradicional lógica da geração e da distribuição, deixando de ser atividades centralizadas e burocráticas para atividades cada vez mais democráticas e dinâmicas, já que pequenos empresários e até mesmo pessoas físicas podem assumir o papel de microgeradores de energia elétrica, seja para consumo próprio ou para obter créditos/descontos na sua conta. Mais de 30 mil casas e empresas brasileiras já produzem hoje grande parte da energia de que precisam.

Leia mais

Odair Marcondes, da CAS Tecnologia: Custo de telemedição em queda

por: Wagner Freire

Leia mais

CAS Tecnologia lançará soluções de internet das coisas para o mercado de energia

Na esteira da Indústria 4.0, muitas empresas têm apostado na oferta de soluções inovadoras para o mercado utilizando os conceitos como digitalização e computação em nuvem. No caso do setor de energia não é diferente. A CAS Tecnologia, por exemplo, lançará neste mês um equipamento de comunicação baseado na Internet das Coisas (IoT) e Inteligência Embarcada para diagnóstico e combate às fraudes em medidores eletrônicos.

Leia mais

CAS Tecnologia apresenta ao setor de energia novas soluções de IoT no SENDI 2018

A CAS Tecnologia, principal empresa desenvolvedora de soluções de Redes Inteligentes e de serviços de alta complexidade do país, traz para o XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica – SENDI- uma série de novas ferramentas para o mercado de energia. Entre elas, o módulo de comunicação RS2000 EVO e outros hardwares de transmissão de dados, com inteligência embarcada, da linha RS2000 (HWs) utilizando tecnologia IoT de comunicação para transferência contínua de dados na nuvem. O SENDI ocorre de 20 a 23 de novembro no Centro de Eventos do Ceará em Fortaleza(CE). O stand da CAS Tecnologia é de número 65.

Leia mais