Posts

A indústria 4.0 aliada à eficiência energética

Com o objetivo de reduzir custos e o impacto ambiental do setor elétrico, os sistemas inteligentes mostram-se essenciais – Indústria 4.0

Nos últimos anos, a transformação digital se tornou um dos principais pilares para o funcionamento de indústrias e empresas de diversos setores. Em tempos de pandemia, então, virou requisito básico de sobrevivência dentro do conceito da chamada Indústria 4.0, termo que se refere à aplicação de sistemas inteligentes e de automatização de processos nas linhas de produção, de operações de negócios e de integração de sistemas corporativos, por meio da integração de tecnologias como big data, robótica, internet das coisas (IoT) e inteligência artificial (IA). Estima-se que, até 2025, o potencial de valor da Indústria 4.0, para fabricantes e fornecedores, será de US $ 3,7 trilhões, conforme projeção da consultoria McKinsey. Ainda, o Índice de Automação do Mercado Brasileiro 2020 – que mensura o nível de automação de empresas dos setores de indústria, comércio e serviços – já apontou um crescimento de 3% de 2019 para 2020, com destaque para comércio e serviços, onde a automação cresceu 11% de 2017 a 2020.

Leia mais

Odair Marcondes, da CAS Tecnologia: Custo de telemedição em queda

por: Wagner Freire

Leia mais

Consumidores de baixa tensão podem atrair nova onda de Redes Inteligentes

O empoderamento do consumidor, com novas modalidades de tarifação e microgeração, estão levando distribuidoras a estudar novos projetos, diz CAS Tecnologia.

Leia mais

Câmeras flagram como casas de luxo instalam ‘gatos’ de energia elétrica.

Da eletricidade utilizada no Brasil, 5% saem por ligações clandestinas. Classes A e B são responsáveis por mais de 50% desses ‘gatos’ no Rio de Janeiro.

Leia mais

Nova tarifa de energia pode deixar conta de luz mais barata

 

Usuários que estejam dispostos a reduzir o gasto de energia no horário de pico do consumo -que ocorre, com alguma variação por Estado, de 17h a 21h- poderão gastar menos com a conta de luz.

Entra em vigor nesta segunda-feira (1º) a tarifa branca. O regime cobra três preços: o de pico ou na ponta, como se diz no jargão do setor (mais caro), intermediário e fora da ponta (mais barato). A adesão é opcional. O consumidor precisa formalizar junto à distribuidora que quer ficar no novo regime.

Leia mais

Tecnologia será primordial para medição nas distribuidoras

País avança na implementação de medidores cada vez melhores no combate às perdas mas ainda é preciso desenvolver a infraestrutura de comunicação

Em um período em que se discute a renovação dos contratos das distribuidoras de energia onde os índices de qualidade do serviço estão cada vez mais restritos, o segmento de medição do consumo ganha cada vez mais relevância. No foco das empresas que estão de olho nesse mercado está o uso cada vez maior de tecnologia embarcada em medidores e em soluções de análise e telemetria de dados que promete minimizar as perdas comerciais e dessa forma atender a critérios de eficiência e que possam elevar o nível de eficiência e
rentabilidade dessas concessionárias.

Leia mais